segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

ANTONIO RUBBO MÜLLER


Antonio Rubbo Müller
(Jundiaí, 8 de março de 1911 - São Paulo, 6 de agosto de 1987)




Nascido em Jundiaí , município do estado de Sao Paulo, Brasil, descendente de pai alemão (Maximiliano de Oliveira Müller ) e de mãe italiana (Olivia Rubbo Müller).

Bacharel em Ciências Políticas e Sociais pela então Escola Livre de Sociologia e Política de São Paulo (1938).

Aluno de Alfred Reginald Radcliffe-Brown e Edward Evan Evans-Pritchard na Universidade de Oxford (1939), teve que interromper o doutorado em Antropologia Social pela guerra. Casou-se com a geógrafa (USP) Nice Magalhães Lecocq, em 1942. Terminada a guerra reinicia seus estudos para graduar-se finalmente em 1951, onde defendeu tese sobre a Organização Social das Sociedades Primitivas da América do Sul.

Na Universidade de Oxford (Inglaterra) colou grau em 1951, Sociólogo, autor da Teoria da Organização Humana. Foi fundador, diretor e professor titular de Antropologia Social da Fundação Escola Pos-Graduada de Sociologia Política de São Paulo -FESP- Instituto da Universidade de Sao Paulo, Brasil.

Nos registos da história da Antropologia e Sociologia do Brasil, Müller aparece entre os primeiros e mais ativos de seus membros. Dirigiu congressos, participou na criação da Revista de Antropologia da Universidade de Sao Paulo, na criação da Revista de Sociologia da FESP, ao lado de Claude Lévi-Strauss, Roger Bastide, Egon Schaden, Florestan Fernandes, Fernando de Azevedo, Herbert Baldus, Gioconda Mussolini e outros pioneiros.

Foi Assistente do adido agrícola no Consulado Geral dos Estados Unidos (1942-1943), na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, e até 1979 ocupou vários cargos de relevância.

Participou de várias entidades científicas e recebeu muitos títulos honorários:Gran Prêmio de Honor, da Sociedad Gente de Arte del Sul, La Plata, Argentina; Medalha de Prata de serviços relevantes, no 1º Congresso de Sociologia do Paraná; Medalha de Honra da Associação Latino-Americana de Sociologia.

Publicou livros e artigos, tais como:
  • Memórias do 1º Painel Nipo-Brasileiro (1954);
  • Ritos Caboclos do Estado de São Paulo (1956);
  • Regras Básicas de Expressão (1956);
  • Elementos Basilares da Organização Humana (1957);
  • Teoria da Organização Humana (1958);
    Pela influência do Funcionalismo estructuralista recebida em Oxford, determinou uma teoria para abarcar todo o que continha uma comunidade primitiva ou moderna.[1] Propôs em sua teoria 14 sistemas ou sectores sociais que representam uma comunidade. Publicou sua tese com o mesmo título em 1958. Depois relacionou os 14 sectores como elementos que descreviam também a personalidade e qualquer entidade social. Desta maneira publicou Componentes da Estrutura da Personalidade. Seu contribua é definitivo em dois aspectos: instaurou o uso de esquemas, quadros, mapas mentais, referenciales gráficos de dupla entrada para sintetizar conceitos dentro de sua teoria e iniciou a aplicação da metodología didáctica de Seminário Panto-Isocrático precursora das actuais dinâmicas de grupo.
  • inúmeros artigos publicados na revista Academus.

Pronunciou os cursos:

  • Antropologia Social Teórica e Aplicada no Instituto de Pesquisas da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras da Universidade do Paraná (1958);
  • Sociologia e Antropologia Social, na Pontíficia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1959);
  • Introdução à Antropologia Social Teórica e Aplicada, na Universidade de Tucuman, Argentina (1959);
  • Introdução prática à Teoria da Organização Humana, na Faculdade de Filosofia da PUC de Porto Alegre (1960);
  • Introdução prática à Teoria da Organização Humana, na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Imaculada Conceição, Santa Maria, (RS).

Casado com Nice Magalhães Lecocq (em 31 de janeiro de 1942), teve três filhas: Maria Lucia (falecida em 24.01.1988), Maria Stela (1954) e Maria Dulce (1955).
Faleceu em 6 de agosto de 1987, na cidade de São Paulo.

Netos:
  • Marcelo Müller (1970) - (Maria Lucia)
  • Daniel Müller Pardal (1979) - (Maria Stela)
  • Martin Müller Pardal (1981) - (Maria Stela)
  • Klaus Müller Duailibi (1981) - (Maria Dulce)
  • Monica Müller Duailibi (1983) - (Maria Dulce)
  • Natália Müller Duailibi (1985) - (Maria Dulce)
Bisnetos:
  • Theo    (05.10.2012) - Filho de Karla e Klaus Müller Duailibi
  • Sophie (17/07/2014) - Filha de Karla e Klaus Müller Duailibi
  • Lucas e Luisa (18/01/2016) Filhos e Juliana e Marcelo Müller



Patrono da Escola Municipal de Educação Infantil
"Prof. Antonio Rubbo Müller"
Situada à Rua Carminha 123, São Paulo, Capital




27 comentários:

  1. Imagino o orgulho que sente por seu pai Stela!
    Parabéns! Muito bacana!
    Beijos
    Astrid Annabelle

    ResponderExcluir
  2. Stella!

    Obrigado pela deferência, o que significa um voto de confiança. Lindo, seu trabalho. A memória é um bem necessário - ela, pelo raciocínio analógico, está sempre nos dizendo que as coisas se repetem com variações compatíveis com cada contemporaneidade. A História é helicoidal! Beijos, Antonio Augusto

    ResponderExcluir
  3. ATRAS DE UM SER HUMANO MARAVILHOSO, ESTA SEMPRE

    UM PAI QUE SOUBE EDUCA LA PARA A VIDA.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Stela,o blog está bonito e informativo, pois pessoas como seu pai merecem o nosso respeito e admiração. Assim como, sua mãe, a quem conheci e que muito contribuiu p/ a formação de muitos jovens deste país.
    Bela homenagem!
    Abraços,
    Marjory

    ResponderExcluir
  5. Linda homenagem Stela!!!!!!!!

    Realmente, ele era de uma caaaaaalllllmmmmmaaaaa............

    Quantas lembranças:

    - Maria Stela, Maria Dulce, verifiquem se Elisa está bem servida.... (à mesa)

    - Pai, se vc mão for logo buscar lenha pra lareira eu boto fogo em vc !!!!!! kkkkkkk ( na casa de Campos)

    Dirigindo o fusca de óculos amarelos para neblina.....pneu furado, na Dutra....ele desce caaaaallllmameeeente, veste sua capa de chuva para providenciar socorro. Foi uma viagem divertidíssima.

    Nem uma palavra , de início, quando nós chegamos da viagem a S. José dos Campos – delatada sem querer por minha avó. Depois, não lembro o que rolou. A Marcia ficou 1 mês de castigo.

    ........e outras tantas situações.

    Como falei outro dia pra minha sobrinha, quem é lembrado permanece vivo.

    Beijo

    Elisa

    ResponderExcluir
  6. Oi Elisa!

    Realmente.... rsrrs..... a caaallllma dele era de tirar qualquer um do centro... rsrs

    Mas aprendi muito com ele, principalmente a ter paciencia, a ouvir e a observar.

    ah!
    quanto à viagem à SJ dos Campos, ele calmamente passou um "pito" de leve e só! rsrs

    Realmente...as pessoas lembradas permanecem vivas e a saudade é o amor que fica.

    Grata pela visita!!!

    Beijooooo!!
    Stela

    ResponderExcluir
  7. Stela,
    Realmente, a calma dele, pelo menos na intimidade, era repleta de carinho. E essa é uma lição pra ser seguida.
    Parabéns pelo Blog e sucesso
    Elisa

    ResponderExcluir
  8. Stela, há 12 anos atrás tomei conhecimento da Teoria da Organização Humana T.O.H. Sempre tive desejo de conhecer um pouquinho da historia de Antonio Rubbo Muller,essa pessoa fantástica que ouço falar por estudantes que conviveram com ele lá na Escola de Sociologia e Politica de São Paulo. Navegando no Google cheguei até aqui. Realmente deve ser um orgulho ser filha de um ser humano tão raro, ético e compromissado com a educação e a sociedade. Parabéns!!!
    Rosalina

    ResponderExcluir
  9. Grata pela visita e comentario Rosalina!

    Beijo
    Stela

    ResponderExcluir
  10. Oi Stela. Fiquei sabendo do blog através da Rosalina. Participamos juntos no passado do Mov. Cibernética Social (criando por Waldemar de Gregori, ex-aluno de Müller), que utiliza a TOH. Antes disso no inicio dos anos 90 fiz pós em C. Sociais na FESP e aprendi a metodologia dos seminários pantoisocráticos com a Profa. Neide. Eu utilizo até hoje com meus alunos em uma faculdade em Sorocaba. Sou muito próximo de Marly (que foi diretora da pós da FESP) discípula do mestre Müller. Gostaria de propor um seminário do centenário desse grande pensador que você teve a alegria de ser filha. http://www.disantanna.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Stela,
    desde que conheci a TOH, nu nunca mais pude fazer nada sem ela. Especialmente na minha vida acadêmica como teórico e estudioso da educação. Conheci o Muller por meio da Cibernética Social e até cheguei a falar com ele uma única vez. Embora tenha rompido definitivamente com o pessoal da Cibernética, que, infelizmente faz um uso retorcido desta teoria, continuo par e passo com a TOH, nos meus trabalhos, aulas, publicações, etc. Parabéns, não escolhemos nossos pais, mas com certeza você fez isso. Só pode, pois um prêmio destes não vem de graça. E parabéns de novo e obrigado pelo blog. Pela alegria de poder, de certa forma, conviver com este xará especial, mestre, mito.
    Obrigado mesmo.

    Antonio da Costa Neto
    Brasília DF

    ResponderExcluir
  12. Olá Di Sant'Anna!

    Grata pela visita e comentário!
    Adorei a sua idéia de propor um seminário em comemoração ao centenário de nascimento dele! Como espiritualista, que sou, creio que meu pai estará presente e muito feliz! rsrs
    Caso a idéia se concretize, por favor, me avise!
    Eu não tenho mais contato com os ex alunos dele há muitos anos... mas creio que na FESP eles possam informar e/ou divulgar o seminário.
    Grata!
    Stela

    ResponderExcluir
  13. Olá Antonio da Costa Neto,

    Grata pela visita e pelo comentário!

    Abraçosss!
    Stela

    ResponderExcluir
  14. Oi Stela, aguardo sua visita no meu blog, o qual esqueci, no meu comentário de linkar o endereço. Não por acaso, certamente ele é irmão do seu.
    Aguardo a visita:
    www.mudandoparadigmas.blogspot.com

    Bjs.
    Antonio

    ResponderExcluir
  15. Prezada Stela!
    Parabéns pela iniciativa de resgatar a memória de seu pai e do maior intelectual das c. sociais brasileiras, ainda que não reconhecido. Sou um grato ex-aluno e continuador do Prof. Dr. A. R. Müller (assim gostava ele de ser tratado): Waldemar De Gregori. Em meus escritos ele tem todo o reconhecimento que merece. No meu texto em wikipedia há um link para Antonio Rubbo Müller. Em minha página web também está: www.waldemardegregori.net Antes de pensar num congresso, proponho que alguém escreva uma biografia da pessoa dele e do cientista A.R.Müller. Creio ser você a pessoa a fazê-lo. Se quiser, posso colaborar, pelo muito que conheço e divulgo da inovadora produção científica do cientista e educador A.R. Müller. Meu e-mail: wgregori@gmail.com e tel. (61) 3274-4915 ou cel. 015 61 9826-0805. Beijos de seu "irmão" (me sinto um quase-filho de A. R. Muller).

    ResponderExcluir
  16. Olá Waldemar!!!
    Mas é claro que me lembro de você!!!
    Meu pai tinha imenso carinho e amizade por você.
    Escrever uma biografia seria muito bom.... mas não sei se levo jeito! rsrs
    Mas creio que podemos realizar isto juntos... que tal? Creio que vc até sabe mais da carreira dele do que eu... esteve muito presente na vida dele por anos.

    Grata por deixar seu comentário, adorei!

    Beijos de sua "irmã"
    Stela

    ResponderExcluir
  17. Prezada Stella,
    Parabéns por esta mais que merecida homenagem ao nosso saudoso Mestre e Amigo Müller. Gostaria de informar que a idéia da Marly e do Sant´Ana - a de realizar um Seminário-Homenagem a la Mülleriana com os seus ex-alunos -, está em marcha. Mas sem o seu apoio ficará difícil realizá-lo. Por favor entrar em contato urgente com a Marly Solanovski> solmarly1@gmail.com > [Tel: 3362-2644] ou com o Santana> http://www.disantanna.blogspot.com/ ou mesmo comigo, Tomaz Toledo - Tel:3567-6291. Também fui aluno do Mestre Müller e minha tese de mestrado [1975] consistiu numa análise crítica da TOH à luz da filosofia e da teoria geral dos sistemas, tese, aliás, muito bem recebida por ele e que me deu condição de receber uma bolsa de estudo para o meu doutorado na Alemanha. Me desculpe pelo recado urgente, mas precisamos nos agendar para planejar esse importante evento. Grato. tomaz -tomcosmico@gmail.com -

    ResponderExcluir
  18. Reenviando msg do mestre Tomaz:

    Prezada Stella,

    Parabéns por esta mais que merecida homenagem ao nosso saudoso Mestre e Amigo Müller. Gostaria de informar que a idéia da Marly e do Sant´Ana - a de realizar um Seminário-Homenagem a la Mülleriana com os seus ex-alunos -, está em marcha. Mas sem o seu apoio ficará difícil
    realizá-lo.

    Por favor entrar em contato urgente com a Marly Solanovski > solmarly1@gmail.com [Tel: 3362-2644] ou com o Santana http://www.disantanna.blogspot.com/ - oriholos@uol.com.br
    ou mesmo comigo, Tomaz Toledo [Tel: 3567-6291].

    Também fui aluno do Mestre Müller e minha tese de mestrado [1975] consistiu numa análise crítica da TOH à luz da filosofia e da teoria
    geral dos sistemas, tese, aliás, muito bem recebida por ele e que me deu condição de receber uma bolsa de estudo para o meu doutorado na Alemanha.

    Me desculpe pelo recado urgente, mas precisamos nos agendar para planejar esse importante evento.
    Grato. tomaz - tomcosmico@gmail.com -

    ResponderExcluir
  19. Stela

    Voce não imagina imensa alegria de descobrir este seu blog, IMENSA.
    Por varias vezes procurei na internet e não havia encontrado nada.

    A Teoria da Organização Humana e também da Organização das Funções Mentais, são ferramentas que tomei conhecimento em 1987, justamente o ano de sua morte, e que uso desde então em consultorias em empresas de todo o Brasil, sempre com grandes mudanças na vida das pessoas com que fiz o trabalho que chamo de “Ampliação de Consciência”, porque é justamente o que a obra de seu querido pai proporciona:
    Uma imensa ampliação de consciência que muda a vida das pessoas de forma definitiva.

    É uma obra fantástica que conseguiu traduzir em um simples diagrama, toda a complexa organização humana, de forma assustadoramente simples, perfeita e com todo desdobramentos possíveis e imaginários. E falo assustadora porque “perplexidade” é a palavra que melhor define o sentimento que vejo brilhando nos olhos das centenas de pessoas que tive oportunidade de trabalhar ao longo desse tempo,quando elas tomam conhecimento da teoria.

    Seu pai.... É um Gênio .... e digo “É” porque seu trabalho e legado estão e vão continuar definitivamente vivos, proporcionando a libertação e crescimento da vida de muita gente.

    Tem um pensamento que diz que....

    O pior momento de um ateu é quando ele se sente agradecido e não sabe a quem agradecer...

    A Deus agradeço todos os dias da minha vida. mas sempre quis muito agradecer também a seu pai por toda grande contribuição que entendo que ele deu a humanidade, porque é assim que vejo o valor e importância de seu trabalho, mesmo que a humanidade ainda não tenha tomado o devido conhecimento de sua obra como deveria.

    Mas o tempo fará justiça. Um obra dessas com as profundas verdades que ele revelou não se perde no tempo. Ao contrario, será cada vez mais estudada e difundida, tenho certeza.

    Stela, que bom que posso pelo menos posso fazer isso agora a sua querida filha.... como se fosse a ele próprio

    E digo do fundo do meu coração

    Muito Obrigado.
    Muito Obrigado
    Muito Obrigado
    Muito Obrigado
    Muito Obrigado Antonio Rubbo Muller
    por toda sua maravilhosa obra.


    Adhemar Manchester
    Consultor de Empresas, CG - MS

    PS:
    Parabéns Stela...Adorei cada palavra, cada foto do seu Blog. Poder conhecer a historia de seu pai, com todo carinho que você descreve principalmente quando você diz:

    "A capacidade de amar não é apenas um sentimento, mas um verbo que indica ação, aquela que nos faz encontrar o outro.."

    E ele soube fazer isso. Por isso o amo tanto! Sempre!
    É muito lindo e profundo...

    Entrarei em contato em breve pelo seu email

    Feliz Natal e um ano novo com muita Saúde e Paz a toda a família Rubbo Muller

    ResponderExcluir
  20. Grata a todos pelos comentários!!!
    Meus votos de um FELIZ NATAL e ÓTIMO 2012!!

    ResponderExcluir
  21. Conheci a teoria do Prof. Miller através da Cibernética Social. Tentei buscar o livro não consegui, encontrava-se esgotado. Continuo na expectativa de uma edição. normanicaboclo@gmail.com

    ResponderExcluir
  22. Por indicação de um amigo, Carlos Boock, estou apreciando muito nos meus estudos sobre transmídia e criatividade, o trabalho de "ANTONIO RUBBO MÜLLER". Vejam o excelente artigo de "W. GREGORI" sobre os conceitos da tese de Müller, sobre Teoria da Organização Humana (TOH): http://www.waldemardegregori.net/forma/o%20que_bkp.htm
    Acredito muito na construção de um mundo melhor com a colaboração humana atuando em grupos com valores bem distribúidos, e pessoas com propósitos comuns em prol de uma sociedade de comunidades globais, onde através das multiplataformas de mídias um conteúdo pode ser extendido a uma maior audiência, é a Era Transmídia! http://www.eratransmidia.com

    ResponderExcluir
  23. Stela, muchas gracias por la publicación de este blog en homenaje a su padre; no tuve la dicha de conocerlo personalmente, pero a través de Waldemar de Gregory pude acercarme al maravilloso trabajo teórico iniciado por el Maestro Rubbo Muller, me siento un agradecido y tocado por su espíritu humanista.
    Un gran y fuerte abrazo para usted y familia.
    Juan López Baldomá

    ResponderExcluir
  24. Desde a minha adolescência, hoje tenho 53 anos, possuo um material que tem como base os estudos de seu Muller. Não sabia e durante anos pesquisei a fonte e hoje, só hoje, descubro a origem das idéias que tanto marcaram a minha vida. Basta dizer que hoje tenho um sistema de vida e de organização de agenda, baseado nos 14 sistemas. Interessante! Grande homem, grande mestre! Atualmente sou professor universitario em Salvador (BA).

    ResponderExcluir
  25. Gostaria de saber se seu pai morou em Cajamar ou teve alguma relação com a cidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, os pais dele, meus avós, moraram lá por muitos anos até falecerem.

      Excluir

Grata pela visita e por seu comentário!
Stela