segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

ANTONIO RUBBO MÜLLER


Antonio Rubbo Müller
(Jundiaí, 8 de março de 1911 - São Paulo, 6 de agosto de 1987)




Nascido em Jundiaí , município do estado de Sao Paulo, Brasil, descendente de pai alemão (Maximiliano de Oliveira Müller ) e de mãe italiana (Olivia Rubbo Müller).

Bacharel em Ciências Políticas e Sociais pela então Escola Livre de Sociologia e Política de São Paulo (1938).

Aluno de Alfred Reginald Radcliffe-Brown e Edward Evan Evans-Pritchard na Universidade de Oxford (1939), teve que interromper o doutorado em Antropologia Social pela guerra. Casou-se com a geógrafa (USP) Nice Magalhães Lecocq, em 1942. Terminada a guerra reinicia seus estudos para graduar-se finalmente em 1951, onde defendeu tese sobre a Organização Social das Sociedades Primitivas da América do Sul.

Na Universidade de Oxford (Inglaterra) colou grau em 1951, Sociólogo, autor da Teoria da Organização Humana. Foi fundador, diretor e professor titular de Antropologia Social da Fundação Escola Pos-Graduada de Sociologia Política de São Paulo -FESP- Instituto da Universidade de Sao Paulo, Brasil.

Nos registos da história da Antropologia e Sociologia do Brasil, Müller aparece entre os primeiros e mais ativos de seus membros. Dirigiu congressos, participou na criação da Revista de Antropologia da Universidade de Sao Paulo, na criação da Revista de Sociologia da FESP, ao lado de Claude Lévi-Strauss, Roger Bastide, Egon Schaden, Florestan Fernandes, Fernando de Azevedo, Herbert Baldus, Gioconda Mussolini e outros pioneiros.

Foi Assistente do adido agrícola no Consulado Geral dos Estados Unidos (1942-1943), na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, e até 1979 ocupou vários cargos de relevância.

Participou de várias entidades científicas e recebeu muitos títulos honorários:Gran Prêmio de Honor, da Sociedad Gente de Arte del Sul, La Plata, Argentina; Medalha de Prata de serviços relevantes, no 1º Congresso de Sociologia do Paraná; Medalha de Honra da Associação Latino-Americana de Sociologia.

Publicou livros e artigos, tais como:
  • Memórias do 1º Painel Nipo-Brasileiro (1954);
  • Ritos Caboclos do Estado de São Paulo (1956);
  • Regras Básicas de Expressão (1956);
  • Elementos Basilares da Organização Humana (1957);
  • Teoria da Organização Humana (1958);
    Pela influência do Funcionalismo estructuralista recebida em Oxford, determinou uma teoria para abarcar todo o que continha uma comunidade primitiva ou moderna.[1] Propôs em sua teoria 14 sistemas ou sectores sociais que representam uma comunidade. Publicou sua tese com o mesmo título em 1958. Depois relacionou os 14 sectores como elementos que descreviam também a personalidade e qualquer entidade social. Desta maneira publicou Componentes da Estrutura da Personalidade. Seu contribua é definitivo em dois aspectos: instaurou o uso de esquemas, quadros, mapas mentais, referenciales gráficos de dupla entrada para sintetizar conceitos dentro de sua teoria e iniciou a aplicação da metodología didáctica de Seminário Panto-Isocrático precursora das actuais dinâmicas de grupo.
  • inúmeros artigos publicados na revista Academus.

Pronunciou os cursos:

  • Antropologia Social Teórica e Aplicada no Instituto de Pesquisas da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras da Universidade do Paraná (1958);
  • Sociologia e Antropologia Social, na Pontíficia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1959);
  • Introdução à Antropologia Social Teórica e Aplicada, na Universidade de Tucuman, Argentina (1959);
  • Introdução prática à Teoria da Organização Humana, na Faculdade de Filosofia da PUC de Porto Alegre (1960);
  • Introdução prática à Teoria da Organização Humana, na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Imaculada Conceição, Santa Maria, (RS).

Casado com Nice Magalhães Lecocq (em 31 de janeiro de 1942), teve três filhas: Maria Lucia (falecida em 24.01.1988), Maria Stela (1954) e Maria Dulce (1955).
Faleceu em 6 de agosto de 1987, na cidade de São Paulo.

Netos:
  • Marcelo Müller (1970) - (Maria Lucia)
  • Daniel Müller Pardal (1979) - (Maria Stela)
  • Martin Müller Pardal (1981) - (Maria Stela)
  • Klaus Müller Duailibi (1981) - (Maria Dulce)
  • Monica Müller Duailibi (1983) - (Maria Dulce)
  • Natália Müller Duailibi (1985) - (Maria Dulce)
Bisnetos:
  • Theo    (05.10.2012) - Filho de Karla e Klaus Müller Duailibi
  • Sophie (17/07/2014) - Filha de Karla e Klaus Müller Duailibi
  • Lucas e Luisa (18/01/2016) Filhos e Juliana e Marcelo Müller



Patrono da Escola Municipal de Educação Infantil
"Prof. Antonio Rubbo Müller"
Situada à Rua Carminha 123, São Paulo, Capital